Maurício Gieseler

Maurício Gieseler

Advogado em Brasília (DF), este blog é focado nas questões que envolvem o Exame Nacional da OAB, divulgando informações e matérias atualizadas, além de editoriais, artigos de opinião e manifestações que dizem respeito ao tema. Colocamos, também, a disposição de nossos visitantes provas, gabaritos, dicas, análises críticas, sugestões e orientações para quem pretende enfrentar o certame. Tudo sobre o Exame de Ordem você encontra aqui.

Fale com ele
- Categoria: Estatísticas

Por que o rendimento dos candidatos da repescagem é pior que o dos candidatos aprovados na 1ª fase?

3

Quem se dá melhor na na prova da 2ª fase? Quem vem da aprovação na 1ª fase ou quem vem da repescagem?

Essa curiosidade surgiu quando tivemos a primeira turma da repescagem, até para sabermos se ela, a repescagem, representaria efetivamente uma grande oportunidade para os candidatos reprovados.

Desde então estamos acompanhando a evolução estatística desde o começo para ajudar a compreender o desempenho desses dois grupos.

Curiosamente, na 1ª análise, a repescagem não demonstrou ser tão efetiva.

A ideia era que, com um tempo extra e somente a preocupação com a 2ª fase quem viesse da repescagem teria um desempenho MELHOR do que os aprovados na 1ª fase.

Mas não foi assim.

No XIII Exame a lógica da repescagem foi a seguinte:

Candidatos que vieram da repescagem: 7.864 inscritos oriundos do XII Exame

Candidatos aprovados dentre os que vieram da repescagem: 2.306

Percentual de aprovação: 29,32%

Candidatos regulares: 36.971 aprovados na 1ª fase do XIII

Candidatos regulares aprovados na 2ª fase: 17.307

Percentual: 46,81%

Ou seja, na 1ª turma da repescagem o desempenho dos candidatos ficou bem aquém daqueles aprovados na 1ª fase.

Lembro-me que na época eu bati muito na questão da necessidade de se aproveitar ao máximo o tempo extra que a repescagem dava para os candidatos começarem a se preparar com antecedência.

No Exame seguinte, o XIV, veio uma modificação. O desempenho dos candidatos da repescagem (oriundos da reprovação no XIII) melhorou significativamente, emparelhando com os candidatos aprovados na 1ª fase do XIV:

Candidatos que vieram da repescagem: 17.186 inscritos oriundos do XIII Exame

Candidatos aprovados dentre os que vieram da repescagem: 8.466

Percentual de aprovação: 49,26%

Candidatos regulares: 38.014 aprovados na 1ª fase do XIV

Candidatos regulares aprovados na 2ª fase: 19.132 aprovados

Percentual: 50,32%

Ou seja: a composição dos percentuais de aprovação mudaram significativamente. Os candidatos da repescagem tiveram um desempenho apenas infimamente pior em comparação com os candidatos da 1ª fase, demonstrando uma EVOLUÇÃO da preocupação e preparação séria após a 1ª reprovação.

Na 1ª avaliação a discrepância havia sido muito grande (46,81% e 29,32%), enquanto agora a distância foi drasticamente reduzida (50,32% e 49,26%)

Um sinal de que nosso alerta sobre a antecipação da preparação surtiu efeito à época.

No Exame passado os candidatos que vieram da repescagem do XIV Exame tiveram um desempenho MELHOR que os aprovados a 1ª fase:

Candidatos que vieram da repescagem: 17.024 inscritos oriundos do XIV Exame

Candidatos aprovados dentre os que vieram da repescagem: 9.046

Percentual de aprovação: 53,13%

Candidatos regulares: 53.330 aprovados na 1ª fase do XV

Candidatos regulares aprovados na 2ª fase: 23.547 

Percentual: 44,15%

Que virada!

Pela 1ª vez os candidatos da repescagem conseguiram demonstrar que efetivamente a repescagem pode ser mais vantajosa em comparação com quem vem da 1ª fase.

Mas agora, no XVI Exame, os candidatos reprovados no XV não foram nem um pouco bem, sendo que o percentual de aprovados caiu drasticamente:

Candidatos que vieram da repescagem: 29.783 inscritos oriundos do XV Exame

Candidatos aprovados dentre os que vieram da repescagem: 10.056

Percentual de aprovação: 33,76%

Candidatos regulares: 26.836 aprovados na 1ª fase do XVI

Candidatos regulares aprovados na 2ª fase: 17.820 

Percentual: 66,40%

A queda foi significativa! Por que será?

Vamos ver isso em forma de gráfico:

2

Só consigo vislumbrar uma única justificativa: o pessoal da repescagem não pegou pesado nos estudos. Não faz sentido estarmos passando por uma progressão no desempenho dos candidatos da repescagem para enfrentarmos uma declínio tão acentuado de forma tão drástica.

Um fato: quem vem da repescagem tem duas vantagens e duas desvantagens em relação aos candidatos que são aprovados no Exame em curso.

Vantagens:

1 – experiência

2 – mais tempo para estudar

Desvantagens:

1 – peso da reprovação

2 – pressão extra pelo resultado, pois só têm uma chance na repescagem.

Portanto, os candidatos da repescagem formam um grupo distinto se forem comparados com os candidatos advindos da aprovação na 1ª fase.

A distinção vem das condições diferenciadas, e elas devem ser levadas em consideração, em especial o fator tempo, ESSENCIAL para uma boa preparação. Quanto mais tempo para estudar, melhor. Esse é um axioma insofismável!

Quem reprovou na 2ª fase do XV Exame terá, como tempo extra, apenas 1 semana e meia de preparação. Pode não parecer muita coisa, mas já é um diferencial, e 1 semana e meia de estudos pode ser bastante significativa, mesmo considerando que os candidatos terão 2 meses para estudarem a partir da prova do próximo dia 15 de março.

Aqui batemos forte na tecla da necessidade dos candidatos iniciarem o quanto antes a preparação para a repescagem:

Candidatos da repescagem: Lançados os cursos para a 2ª fase do XVII Exame de Ordem!

A lógica é simples: quanto mais tempo para se preparar, melhor.

Aproveitem essa vantagem!

- Categoria: Vídeos

Guru da OAB: O 3º simulado do Portal está chegando! Qual a importância dele neste momento?

2

E o 3º simulado do Portal Exame de Ordem está chegando aí! Qual a importância dele?

O que acontece se o desempenho não for bom?

O que priorizar após resolvê-lo?

Quais os aspectos que precisam ser mensurados?

Isso tudo vocês podem ver na nova edição do programa “O Guru da OAB!”

Guru da OAB | Estágios da Preparação

Anotem na agendinha: na próxima sexta, meio-dia, o terceiro e último simulado! Fundamental nessa alturas do campeonato!

- Categoria: Editais, Repescagem

Ficaram para a repescagem? Confiram os detalhes mais importantes!

001

Muitos candidatos não lograram sucesso ontem, ficando para a repescagem do XVII Exame de Ordem.

O momento é de chateação, evidente, mas com a repescagem ao menos será possível estudar só e somente só para a 2ª fase do XVII Exame, e isso representa uma grande vantagem!

O que fazer a partir de agora?

Para começar eu sugiro que vocês apresentem o recurso para a ouvidoria. Escrevi ontem sobre isto:

Utilizando Ouvidoria da OAB para reverter a reprovação na 2ª fase

Apresentem o recurso e ESQUEÇAM ele. A resposta da ouvidoria demora muito e a vida não para. Em alguns meses, quem sabe, a resposta positiva pode vir, mas vocês não deixaram de continuar na briga. Se ficar parado esperando a ouvidoria o tempo perdido caso a resposta seja negativa vai custar muito caro. É apresentar o recurso e seguir em frente!

Segue o edital: Edital da Repescagem do XVII Exame de Ordem

Vamos ver agora os detalhes específicos:

1 – Período e valor de inscrição

8

A inscrição irá iniciar na terça-feira após a prova da 1ª fase do XVII Exame de Ordem, e vai até terça-feira seguinte, ou seja, apenas uma semana para todos se inscreverem.

O pagamento do boleto poderá ser feito até o dia 12 de agosto, e vocês terão de desembolsar R$ 110,00!

2 – Quem ainda está na faculdade

Quem ainda está na faculdade e for se valer da repescagem terá de comprovar que estava matriculado corretamente em conformidade com o edital do XVI Exame:

1.1.3. Os estudantes que se utilizarem do reaproveitamento e que forem aprovados no XVII Exame de Ordem Unificado, não tendo ainda concluído o curso de graduação em Direito, poderão retirar seus certificados de aprovação caso comprovem que, na data de inscrição para o XVI Exame, já estavam matriculados nos dois últimos semestres ou no último ano do curso.

3 – Disciplina da 2ª fase pode ser alterada

1.1.4 O examinando que solicitar o reaproveitamento da 1ª fase do XVI Exame terá oportunidade de atualizar seus dados cadastrais no momento da solicitação descrita no item 1.1.1.1, inclusive no que diz respeito às suas opções de cidade de realização das provas e área jurídica da prova prático profissional.

Não só o local de prova pode ser alterado como a disciplina da 2ª fase também.

Aqui recomendo fortemente a leitura do post abaixo:

Edital do XVII Exame de Ordem sai na próxima 2ª feira: como escolher a disciplina da 2ª fase?

4 – Quem se inscreveu na 1ª fase do XVII Exame de Ordem pode aproveitar a repescagem

1.1.5. O examinando que porventura tenha se inscrito equivocadamente no XVII Exame de Ordem Unificado, por meio de pagamento ou isenção da taxa, no prazo previsto no item 2.1.2 do respectivo Edital normatizador, de 01 de junho de 2015, ainda assim poderá realizar a inscrição para o reaproveitamento, devendo para tanto cumprir os procedimentos necessários (inscrição na forma e período previstos neste edital, bem como o pagamento da taxa referente ao reaproveitamento).

Tal como eu havia informado antes, dá para fazer o hackeamento:

Como “hackear” a repescagem do Exame de Ordem?

Confiram agora o cronograma geral de eventos da repescagem:

8

Então é o seguinte: quando abrir o prazo de inscrição ESPECIAL para a repescagem que os candidatos reprovados na 2ª fase do XVI Exame de Ordem entram no jogo do XVII. Até lá, devem apenas se preocupar exclusivamente com os estudos.

Lembrando que a prova subjetiva será a mesma para todos, tanto o pessoal da repescagem como para os aprovados na 1ª fase do XVII.

Eu espero, evidentemente, que vocês passem agora com os recursos. Mas, se as coisas não derem certo, ao menos vocês terão essa chance especial.

- Categoria: Cursos do Portal

Candidatos da repescagem: Confiram os cursos para a 2ª fase do XVII Exame de Ordem!

fb-ads (1)

Com a divulgação do resultado final do XVI Exame de Ordem alguns candidatos, já conscientes da reprovação, podem se preparar com muita antecedência para a próxima prova subjetiva.

O momento é de chateação, evidente, mas com a repescagem ao menos será possível estudar só e somente só para a 2ª fase do XVII Exame, e isso representa uma grande vantagem!

Seriam os beneficiados pela repescagem.

De hoje até o dia da prova da repescagem, ou seja, o dia da prova da 2ª fase do XVII Exame de Ordem (13/09), temos exatos 75 dias! É um lapso temporal  excepcional para se estudar visando a próxima prova subjetiva.

O examinando pode exaurir todo o conteúdo com calma, fazer revisões e treinar de forma exaustiva para no dia 13 de setembro fazer uma prova muito bem feita. Esse lapso temporal permitirá aos candidatos que queiram começar os estudos de agora um treino completo, tanto em amplitude como em profundidade. Aliás, em função do fato de já terem saído da preparação para a 2ª fase, com o conteúdo fresco na cabeça, os pontos fracos poderão ser também trabalhados com mais afinco.

Em suma: o tempo de estudos dado pela repescagem (e tempo vale ouro) tem um valor inestimável para os examinandos. É uma chance de ouro!

Mas tem um porém…

E esse porém tem um nome: procrastinação.

Sabem quando se tem muito tempo para resolver uma coisa e a gente relaxa porque “dá tempo” de fazer? Pois é….

O “deixar para depois” é a grande armadilha para quem ficou na repescagem.

A procrastinação não depende diretamente da dimensão ou do teor da tarefa, da importância da decisão ou da ação a ser realizada. Quem procrastina posterga desde tarefas banais até compromissos importantes. Um especialista sobre o assunto – André Gellis, diretor do Centro de Psicologia Aplicada da Universidade Estadual Paulista (Unesp) –  afirmou em uma entrevista que há um forte medo do fracasso e de errar por trás da procrastinação.

Procrastinar é uma péssima opção, EM ESPECIAL porque quem está indo para a repescagem está vindo de uma experiência de REPROVAÇÃO. Isso significa que ALGO DEU ERRADO no XVI Exame de Ordem e que esse “algo” precisa ser reparado.

A hora é agora, e por isso o Portal Exame de Ordem já lançou seus cursos para a 2ª fase da OAB!

Quando eu falo em curso completo, é completo MESMO, incluindo aí toda uma abordagem EXTRA e DIFERENCIADA para quem está na repescagem.

Tanto é assim que o conteúdo programático dos cursos do Portal foram modificados para trabalhar os aspectos relevantes para os candidatos da repescagem, e, evidentemente, úteis também para quem vai fazer a 2ª fase caso seja aprovado na 1ª fase do XV Exame.

O foco central dos cursos completos está no processo de identificação e elaboração das principais peças da prática profissional, bem como, a resolução de casos concretos referentes ao direito material e processual de cada disciplina.

Como escolher a disciplina da 2ª fase?

Os professores, em seus respectivos cursos, orientarão todos os candidatos tanto nos aspectos teóricos quanto principalmente nos aspectos práticos, demonstrando para os alunos as principais peças processuais para a segunda fase do XVII Exame de Ordem Unificado.

IMPORTANTE: A primeira aula de TODOS os cursos de 2ª fase do XVII Exame de Ordem serão gratuitas! É isso mesmo! Vocês podem ver gratuitamente a primeira aula de cada curso para fazer uma avaliação pessoal do respectivo professor!

Façam o cadastro primeiro, é fácil e rápido:

Cadastro CERS

Depois basta se cadastrar na 1ª aula gratuita:

2ª fase em todas as disciplinas - 1ª aula grátis!

E o nosso curso, INÉDITO, proporciona uma preparação – profunda e completa – para os candidatos.

Também não faz sentido lançar um curso específico para a repescagem, com uma abordagem parcial ou focada em alguns aspectos isolados, quando nós, do Portal Exame de Ordem, entendemos que a preparação deve ser profunda e integral, e isso só é possível oferecer com um curso abrangente, como é o caso do nosso curso de 2ª fase.

E nosso conceito de preparação profunda e integral envolve tanto a abordagem teórica como a prática oferecidas de forma concomitante, exatamente para proporcionar a apreensão completa do conteúdo da disciplina e as especificidades da 2ª fase.

O candidato da repescagem PRECISA de um curso completo e abrangente, da mesma forma que o examinando que será aprovado na próxima 1ª fase.

IMPORTANTE!

Nossas aulas específicas para a 2ª fase, incluindo aí o reforço concebido para os candidatos da repescagem, são todas INÉDITAS, reforçadas por aulas bônus em todas as disciplinas.

Confiram:

Direito Constitucional - Flavia Bahia

Direito do Trabalho – Renato Saraiva, Aryanna Manfredini e Rafael Tonassi

Direito Penal - Geovane Moraes e Ana Cristina Mendonça

Direito Administrativo – Matheus Carvalho

Direito Tributário – Josiane Minardi e Eduardo Sabbag

Direito Empresarial – Francisco Penante

Direito Civil – Cristiano Sobral, Roberto Figueiredo,Luciano Figueiredo, Sabrina Dourado e André Mota

A melhor preparação para o Exame de Ordem vocês encontram AQUI!

- Categoria: Recursos para prova subjetiva

Utilizando Ouvidoria da OAB para reverter a reprovação na 2ª fase

foto (4)

Apesar do fim do XVI Exame, é possível, ainda, recorrer de erros na correção das provas da 2ª fase. A Ouvidoria da OAB pode ser acionada e o candidato tem uma última chance de salvar a correção da prova.

Mas notem bem: só e somente só erros materiais podem ser atacados. Nada além disto!

E o que seriam estes erros materiais?

1 – Erro no somatório da nota;

2 – Ausência de pontuação quando a resposta foi declinada de forma correta.

São essas as duas hipóteses aceitas pela OAB para rever a nota de um candidato. Nada além!

E compensa acionar a Ouvidoria?

Sim, pois erros reais podem de fato serem corrigidos e o candidato pode reverter uma reprovação injusta. É meio demorado, é verdade, mas fica como uma espécie de cartada final. E a esperança, como vocês sabem, é a última que morre.

Aliás, no mês passado duas pessoas me procuraram dizendo que tiveram sucesso na Ouvidoria da OAB!

Compensa arriscar!

De toda forma, após a elaboração do recurso para a Ouvidoria, o examinando deve voltar aos estudos e esquecer que recorreu. Ficar inerte esperando pelo resultado é, sem dúvida, a pior medida a ser adotada. O recurso não é garantia de nada: tão somente uma tentativa!

Cliquem no link a seguir para entrar em contato com a Ouvidoria da OAB - Ouvidoria da OAB

Em regra, a análise dos pleitos levam meses, e alguns candidatos logram sucesso. Não a maioria, que fique claro, mas alguns conseguem, em especial quando demonstram que a resposta está exatamente em conformidade com o espelho.

O contato com a Ouvidoria só será efetivo se vocês receberem o número de protocolo da reclamação. Atentem para isto!

- Categoria: Estatísticas

XVI Exame de Ordem: percentual geral de aprovação foi de 24,93% entre os inscritos

Vamos olhar as estatísticas desta edição com os percentuais finais em primeiríssima mão, uma vez que a FGV publicou a lista final de aprovação no XVI Exame de Ordem!

Nesta edição tivemos 111.816 inscritos, com 26.836 aprovados, o que dá um percentual de aprovação de 24%. Vamos somar isto com o número de candidatos que vieram da repescagem (29.783) e tivemos um total de 56.619 habilitados na 2ª fase do XVI Exame.

Com o resultado preliminar foram aprovados 22.323 candidatos.

E agora, com a a lista definitiva, nós tivemos 27.876 candidatos aprovados!

Ou seja: 5.553 candidatos aprovados nos recursos!

Isso quer dizer que 49,23% dos candidatos na 2ª fase foram aprovados.

É um percentual altíssimo de reprovação para uma 2ª fase.

No total geral o percentual de aprovação foi de 24,93%!

Vejam os percentuais de aprovação na 2ª fase de edições anteriores, calculados aqui pelo Blog:

XVI – 49,23%

XV - 42,71%

XIV - 50,42%

XIII - 43,74%

XII - 64,82%

XI - 62,52%

O percentual de aprovação deu uma melhorada se compararmos com a prova passada, ficando com uma média que podemos chamar de “razoável”, por assim dizer.

Já a estatística final é melhor se comparada com a média geral, de 17,5% de aprovação. Isso se deveu, em especial, a mão leve nas correções. A média de aprovados com recursos em edições anteriores sempre ficou na casa dos 1.500 candidatos. Esses 5.553 representam uma excepcionalidade absoluta. Nunca tantos foram aprovados com recursos como agora.

E é isso! Assim termina no XVI Exame de Ordem!

Ou não…ainda dá para apelar para a ouvidoria! Já falo sobre isto!

- Categoria: Motivacional, Resultados

Com recurso é mais sofrido, mas é mais gostoso!

2

Imagine a pressão do dia do resultado preliminar!

Imaginou?

Agora multiplique por mil!

Depois some com toda a agonia sofrida pela reprovação prévia.

Depois multiplique de novo por outra angustiante espera.

Isso é ser aprovado após os recursos!

Agora, para fechar, imagine a ALEGRIA por ter o recurso acatado!

É muito mais gostoso mesmo!

Parabéns por essa IMENSA e sofrida vitória no dia de hoje! Você merece!!

- Categoria: Resultados

Divulgado o resultado final do XVI Exame de Ordem!

Linha de chegada

A FGV resolveu antecipar a divulgação do resultado final, quebrando as minhas previsões e a tradicional sequência de publicações às 18h.

Menos mal! O sofrimento pela espera será menor!!

Agora é hora de ver se o recurso foi bem sucedido! Clique no link abaixo e confira:

Resultado Final (após recursos)

Consulta individual ao espelho de correção da Prova Prático-Profissional (Resultado Final)

Respostas aos recursos interpostos contra o resultado da Prova Prático-Profissional

Boa sorte!!!!

- Categoria: Advocacia, Motivacional

A mais emblemática das imagens sobre o atual estágio da nossa advocacia

Emblemático é algo que serve de referência para uma determinado caso ou hipótese. Algo que sintetiza toda uma ideia em relação a um determinado tema.

E a imagem abaixo é exatamente isto: emblemática!

2 (1)

A realidade retratada nela não é, exatamente, algo novo, mas ela por si só reflete o atual estado de precariedade da nossa advocacia.

A explosão no número de faculdades de Direito e vestibulares que não não passam de perfumaria etão na raiz deste problema. O universo jurídico como um todo, e a advocacia em particular, está estrangulado pelo excesso de estudantes e operadores do Direito, tudo com a complacência e beneplácito do Ministério da Educação.

E ainda tem gente que OUSA pensar em acabar com o Exame de Ordem. Seria simplesmente o colapso da profissão, e mesmo do Poder Judiciário como um todo.

Que essa imagem sirva de INSPIRAÇÃO para vocês.

Inspiração para estudar mais, se esforçar mais, se dedicar com afinco nessa bela profissão não só para fugir da realidade retratada acima mas também para dignificar seus próprios sonhos.

Por mais que esteja difícil, creiam-me, há espaço para quem se recursa a ser diferente da maioria.

Sejam diferentes!

Há espaço para se ter dignidade na profissão.

Vejam também:

As eleições da OAB estão chegando! Como então deve ser, e pensar, o candidato ideal para os jovens advogados?

O salário de ingresso de diversas profissões, e dos advogados também….

Jovens advogados começam a se insurgir contra as novas regras para publicidade do Código de Ética da OAB

Futuro da advocacia: Brasil deverá ter 1 milhão de advogados em 2018