Maurício Gieseler

Maurício Gieseler

Advogado em Brasília (DF), este blog é focado nas questões que envolvem o Exame Nacional da OAB, divulgando informações e matérias atualizadas, além de editoriais, artigos de opinião e manifestações que dizem respeito ao tema. Colocamos, também, a disposição de nossos visitantes provas, gabaritos, dicas, análises críticas, sugestões e orientações para quem pretende enfrentar o certame. Tudo sobre o Exame de Ordem você encontra aqui.

Fale com ele
- Categoria: Promoções

Promoção Baixando a Guarda e Seguro CERS terminam hoje!

2

Termina HOJE tanto a Promoção Baixando a Guarda, com 40% de desconto nos cursos do CERS e do Portal, como o direito dos nossos alunos que não conseguiram ir para a 2ª fase em função de não termos tido nenhuma anulação de requerer a conversão para o curso regular de 1ª fase.

Os cursos do Portal estão com 40% de desconto até a meia-noite de hoje. Aproveite essa oportunidade e garanta a melhor preparação:

Curso Preparatório Completo para o XV Exame de Ordem

Curso de Resolução de Questões

Quanto ao Seguro CERS, cliquem no link abaixo e confiram os detalhes para requerer a conversão:

O Seguro CERS já está disponível para os candidatos que não foram aprovados na 1ª fase

Só até hoje!

- Categoria: Promoções

Renão Barão se machuca e Promoção Nocaute é cancelada! Entra no ar a promoção “Baixando a Guarda!”

peo

Renan Barão está fora da luta contra TJ Dillashaw no UFC 177. O lutador, patrocinado pelo CERS, passou mal durante o processo de perda de peso e não tem condições de lutar pelo cinturão dos pesos-galos.

Com a saída de Barão, a Promoção Nocaute foi cancelada. Mas com a confiança que Barão iria sair vitorioso desse desafio, e em respeito aos alunos, o CERS lança a promoção Abaixando a Guarda.

Até domingo (31/08), todos os cursos estarão com 40% de desconto. Aproveite essa oportunidade e garanta a melhor preparação!

Confiram os cursos do Portal que entram na promoção:

Curso Preparatório Completo para o XV Exame de Ordem

Curso de Resolução de Questões

Entenda o caso

Barão estava em processo de perda de peso na banheira do seu quarto no hotel em Sacramento, e ao se levantar, sentiu uma tontura. O lutador perdeu momentaneamente os sentidos e caiu, batendo com a cabeça. O lutador foi levado por uma ambulância e recebeu soro na veia – procedimento normal em casos como esse – e a partir deste momento não teria condições de atingir o peso para lutar pelo cinturão. O ferimento na cabeça seria um agravante à sua condição, impedindo também que o potiguar pudesse atuar.

Com a saída de Renan Barão, o UFC informou que Joe Soto substiturá Renan Barão e disputará o cinturão dos pesos-galos contra TJ Dillashaw. A luta de Soto contra Anthony Birchak foi retirada da programação, que está fechada com oito combates.

Com informações do Sportv.

- Categoria: Cursos do Portal

O Seguro CERS já está disponível para os candidatos que não foram aprovados na 1ª fase

1

Com a publicação do resultado final dos aprovados no XIV Exame de Ordem vocês já podem usar o Seguro CERS, convertendo o investimento do seu curso de 2ª Fase em bônus para compra do curso teórico para 1ª Fase.

Como fazer o pedido

Para requerer o investimento integral do seu curso de 2ª fase do XIV Exame de Ordem e utilizá-lo como bônus na compra do Curso Online para OAB primeira fase XV Exame de Ordem, enviem um e-mail para Curso Online para seguro@cers.com.br com as seguintes informações: Nome completo / Email de cadastro no CERS / Número de inscrição do Exame de Ordem / CPF.

Nosso atendimento fará a confirmação dos dados e te enviará um código de seguro. Esse código deverá ser inserido na hora de finalizar a compra do seu Curso Online para OAB primeira fase XV Exame de Ordem. Lembramos que o código do Seguro CERS é único, pessoal e intransferível.

Não perca o prazo

A solicitação e utilização do Seguro CERS só poderá ser feita até 31/08/2014 às 23h59. Não deixe para a última hora, entre em contato agora mesmo.

- Categoria: Análise crítica do Exame

A Matrix do Exame de Ordem

1

Imaginem um mundo onde a realidade não é aquilo visto por seus olhos.

Onde o que você acha está longe daquilo que simplesmente é.

Imaginem uma realidade intangível, onde a “verdade” depende da vontade um controle superior, que gerencia as regras ao seu bel prazer…

51884-The-matrix-gif-NBgi

Não há colher, como também não há nenhum erro.

Onde você se esforça para tentar atingir seus objetivos, entregando seu suor, seu tempo e seus conhecimentos.

Meses de estudo após anos de faculdade, desviando de uma série de obstáculos para poder triunfar…

matrix-bullet-o

Mas o adversário…o adversário é muito mais poderoso.

Ele controla tudo!

A vontade vigente é a dele.

agnt

Você tem todas as armas nas mãos, sabe o que tem de fazer….

tumblr_mlimix6ZqT1qbtzbno1_500

…mas mesmo assim a outra vontade sempre prevalece.

giphy

Pelo menos 3 questões estavam efetivamente erradas nesta 1ª fase

XIV Exame da OAB – Direito Constitucional – Recurso para a questão do instituto da intervenção

Recurso para o XIV Exame de Ordem – Direito Administrativo – Delegação de reforma, manutenção e operação de uma rodovia

XIV Exame de Ordem – Ética Profissional – Recurso para a questão do estagiário Matheus

O problema é que a NOSSA realidade não serve para o Exame de Ordem. O que serve é uma outra realidade…

…a realidade da Matrix do Exame de Ordem.

Lá tudo é diferente, lá as regras são outras.

É verdade, e isso precisa ser confessado, que a qualidade da prova da 1ª fase subiu MUITO desde o X Exame de Ordem. O número geral de recursos caiu drasticamente e isso é inegável.

Mas não é o suficiente a prova ter melhorado em termos de qualidade: os candidatos merecem a perfeição! Se, e somente se, a prova não atingir esse patamar, então a banca deveria corrigir as falhas anulando as questões viciadas. Seria o mais justo com todos e ninguém reclamaria de nada.

Simples assim!

Mas…

Vão dizer em que nas 3 últimas provas objetivas da OAB, onde não tivemos NENHUMA ANULADA, estavam todas perfeitas, imaculadas, prontas e acabadas em suas próprias perfeições?

Poupem-me! Só mesmo dentro da Matrix!

Aí voltamos para a mesma velha ladainha de sempre: são posturas assim que fragilizam o Exame de Ordem e abrem a brecha para seus detratores deitarem e rolarem em função das injustiças.

Uma prova justa não tem como ser criticada.

Mas só uma prova justa!

Essa aí, saída de dentro da Matrix, prejudica todo mundo: OAB, Exame de Ordem e examinandos.

Esse é o preço a se pagar.

- Categoria: Advocacia

Gabarito do 1º Simulado e considerações sobre o desempenho do candidato

Segue agora o gabarito do nosso simulado!

1º Simulado

Gabarito do simulado

Vídeos de correção do simulado

E agora, como aprender com o resultado do gabarito?

Há muito abordo a questão da análise de desempenho dos candidatos em simulados e sua importância para os examinandos. Agora, após o simulado, é hora de analisar o desempenho.

Aqui queremos descobrir a AMPLITUDE do potencial do candidato diante a prova da OAB em função de seu desempenho no simulado.

Vamos então ao nosso batido conceito da ANÁLISE DE DESEMPENHO!

prova_objetiva

Tomando ciência de uma baliza correta ligada ao desempenho, ou seja, o raio-X do atual estágio de preparação, o examinando não desperdiça seu tempo nos estudos e não foca naquilo que não irá lhe agregar muito valor durante o processo de aprendizagem.

A vantagem e seus benefícios são incomparáveis.

Certamente o candidato tem um desempenho melhor em algumas disciplinas, sendo que em outras seu desempenho deixa a desejar.

Mas quais? Em que proporção?

Essa pergunta é FUN-DA-MEN-TAL para se desenhar uma solução!! Sem uma clara noção de suas virtudes e deficiências a dificuldade em se buscar soluções é imensa. Pior, seus esforços serão direcionados na base do empirismo e do achismo: “acho isso”, “devo fazer aquilo”, sem um fundamento claro do que ser feito. Assim o examinando perde tempo e foco, a receita correta para colher uma reprovação.

Como montar o diagnóstico?

Primeiro confira o resultado do seu simulado. Você vai encontrar as seguintes disciplinas, por ordem de IMPORTÂNCIA (a ordem de importância é determinada pelo número de questões cobradas em cada disciplina):

Primeiro Grupo

Direito Civil,

Direito Processual Civil

Direito do Trabalho

Direito Processual do Trabalho

Direito Penal

Direito Processual Penal

Segundo Grupo

Direito Constitucional

Direito Administrativo

Direito Empresarial

Terceiro grupo

Direito Tributário

Direito Internacional

ECA

Direito Ambiental

Direito do Consumidor

Direitos Humanos

Filosofia do Direito

4 – Disciplina especial

Ética Profissional

—–

Em cada simulado você terá de determinar os percentuais atingidos em cada disciplina. Pode parecer um trabalhinho muito chato (e é um trabalhinho chato mesmo!) mas ele é fundamental para você SE CONHECER. É impossível achar uma solução sem antes identificar o problema. O preço a pagar até finalmente achar a aprovação pode ser caro demais (já vem sendo caro demais, não é?).

Vejamos um exemplo!

Em uma determinada disciplina, nas últimas provas, foram cobradas 7 questões. Vamos fazer uma análise hipotética do desempenho de um também hipotético candidato nas últimas provas:

IX Unificado – 7 questões / 3 acertos – 43% de aproveitamento

XI Unificado - 7 questões / 4 acertos – 57% de aproveitamento

XII Unificado - 7 questões / 2 acertos – 28% de aproveitamento

Média percentual total de acertos - 42%

Isso deve ser feito com todas as disciplinas em todas as provas passadas.

(NOTA: é fácil fazer um cálculo percentual. Considerem, por exemplo, que 8 (ou 6, ou 3 ou qualquer outro número)  representa 100%. A partir daí faça uma regra de 3 simples: se 8 é igual a 100% (das questões de determinada disciplina em uma prova, X (que representa o número de acertos) é igual a Y (o percentual de acertos daquela disciplina percentualmente)

8 – 100%

X – Y%

Ao concluir o trabalho, prova por prova, você terá um quadro do seu desempenho, e também informações muito úteis para iniciar uma reflexão. Aqui você pode constatar duas coisas:

1 – As disciplinas cujo desempenho é sempre ruim, ou seja, estão sempre abaixo dos 50% de acertos, tal como no exemplo acima;

2 – As disciplinas em que vocês se julgam bons, mas não são.

Essa descoberta, essencial como fator de autoconhecimento, permite a escolha do caminho para a adoção da solução mais adequada.

Com o diagnóstico, é possível traçar a melhor estratégia para conseguir a aprovação na 1ª fase.

Como?

Vamos considerar que vocês já possuam um LASTRO. O lastro seria aquele volume de conhecimento já apreendido e absorvido, o resultado dos seus estudos até agora.

Estudar TUDO não é uma solução adequada visando a obtenção do melhor desempenho face ao observado por meio da análise.

Do diagnóstico, você irá definir com precisão exatamente quais disciplinas deverão ser PRIORIZADAS a partir de agora, considerando que temo suma boa margem de tempo de hoje até o dia da prova.

- Categoria: Simulados

Série de simulados do Portal Exame de Ordem para a XV OAB!

fb-1simul

Acabamos de lançar o nosso 1º simulado para a prova objetiva do XV Exame de Ordem!

1º Simulado para a prova do XV Exame de Ordem

A prova objetiva da próxima 1ª fase será no dia 16 de novembro e daqui até lá o Portal Exame de Ordem lançará 3 simulados, visando proporcionar aos candidatos uma mensuração da evolução de desempenho, conceito e abordagem lançado originariamente por nós para o Exame de Ordem, e assim traçar o mapa das virtudes, deficiências e a EVOLUÇÃO do desempenho de agora até o dia da prova.

O objetivo declarado aqui é ajudar o candidato ater a certeza de que irá bem na prova, e, com isso, dar-lhe mais segurança na hora da verdade: quem se sente seguro consegue dominar melhor o emocional.

A segurança, evidentemente, está relacionada à certeza de que o preparo até a prova foi o adequado, e o simulados, visto em conjunto, permitirão ao candidato ATACAR com precisão seus pontos deficientes, auxiliando-o em sua ESTRATÉGIA de estudos.

O simulado será gratuito, aberto para todos e sem nenhum cadastro.

E qual é a função de um simulado?

A resposta é simples: reproduzir as condições de um evento qualquer, visando treinar os interessados sob determinadas condições. No nosso caso, queremos treinar para a prova objetiva.

Logo, um simulado, levando em consideração as condições da prova objetiva da OAB, tem de ser feito sob os seguintes parâmetros:

1 – Isolamento.

O candidato fará a prova sozinho, logo, se isolar do contato é condição sine qua non de um simulado. Sem isolamento você NÃO faz um simulado para a prova da OAB.

E a lógica é muito simples: o simulado não serve só para o candidato avaliar conhecimentos, serve também para treinar o emocional.

Sem medo de errar, o emocional no Exame é praticamente “50%” do necessário para se conseguir a aprovação. É um verdadeiro clichê ouvir histórias de insucessos ligadas ao nervosismo e à ansiedade. Se preparar emocionalmente é FUNDAMENTAL para o sucesso.

2 – Concentração.

Ao ficar sozinho o candidato poderá testar sua concentração. Aqui temos um ponto interessante. O ideal seria fazer o simulado em uma sala com demais candidatos, mas como no nosso caso isso não será possível, vocês terão de providenciar um espaço adequado. Como esse espaço não será igual ao de uma sala de prova, vocês poderão exercitar o foco e a concentração em um nível ACIMA das condições reais da prova. Perfeito para a gestão do emocional e do foco!

3 – Disciplina.

Um simulado não é uma brincadeira e nem uma festa da interação. Não se permita distrações, não interaja com ninguém, não desvie o seu foco. Um simulado é para ser levado a sério e isso é muito importante!

Qual a importância de fazer um simulado quando faltam apenas pouco menos de 2 meses para a prova?

Agora, acreditamos, é hora de fazer uma primeira averiguação do que foi apreendido nos estudos até agora. Notem a distância do dia de amanhã até o dia da prova. MUITO pode ser corrigido (se for o caso) na hipótese do candidato descobrir algum tipo de deficiência.

A hora de errar é agora!

Claro! Os candidatos ainda não estão 100% prontos para a prova, e eventual análise tem de estar atenta para uma mensuração correta do desempenho: se o candidato não estudou determinada disciplina contida em uma questão, a análise do desempenho deve levar esse fator em consideração: não se pode exigir aquilo que não se estudou.

E quais os pontos a serem observados em TODOS os simulados?

1 – Gestão do tempo durante a prova;

2 – Identificação de deficiências na aprendizagem;

3 – Gerenciamento do aspecto emocional.

Esses 3 elementos precisam ser reavaliados a cada simulado, e as observações para cada simulado precisam ser comparadas. Desta forma vocês podem notar a evolução nos estudos ou, perceber algum tipo de deficiência.

Registrem os dados e posteriormente comparem as notas.

Vamos ver cada tópico agora:

1 – Gestão do tempo durante a prova

Tempo é segurança! Talvez essa seja a premissa básica quando se fala no tempo de prova. O candidato tem de ter a convicção de que as 5 horas serão suficientes não só para responder todas as perguntas como também para preencher a folha de resposta.

Quem fará a prova pela primeira vez provavelmente não sabe, mas 5 horas passam voando. Claro que a percepção é derivada de um estado de alerta, de tensão, afinal, o tempo corre de forma uniforme, mas a impressão é que durante a prova ele passa mais rápido…muito mais rápido!

O simulado permite que o candidato estude o gerenciamento do seu tempo e sua capacidade em responder todas as perguntas. O estado psicológico será diferente, por certo, mas o aprendizado resultante da simulação ajuda no processo de realização da prova, porquanto o processo em si não será totalmente estranho ao candidato.

2 – Identificação de deficiências na aprendizagem

Esse, por certo, é o papel mais relevante ao se estudar por provas anteriores, e, no presente momento, na submissão ao simulado. Certamente o candidato não responderá todas as perguntas. Essa percepção é útil para identificar em quais disciplinas estão as maiores limitações no conhecimento.

O erro também faz parte do processo de aprendizagem – com ele o candidato estabelece seu processo de cognição, sedimentando melhor o conhecimento a ser exigido na hora da verdade, pois o erro permite a compreensão de limitações no conhecimento e, por corolário lógico, a supressão de lacunas.

Faltam 2 meses para a prova. Identificar deficiências agora será algo muitíssimo útil, pois o tempo daqui até o dia da prova permite que vocês possam sanar quaisquer problemas com folga, muita folga mesmo!

3 – Gerenciamento do aspecto emocional

Eu não tenho dúvidas que o aspecto emocional do candidato é decisivo na sua aprovação. Já li uma infinidade de depoimentos de candidatos que sucumbem às próprias emoções durante a aplicação da prova.

Aliás, já foram centenas de depoimentos retratando a descrença em função de sucessivos fracassos, muitos deles estreitamente relacionados com o nervosismo.

Acredito na ideia de que a segurança ao se fazer uma prova deve ser resultado da certeza de que se está bem preparado.

Simplesmente não existe fórmula mágica para se ficar calmo: O ser humano que está apto a enfrentar situações específicas com calma, onde outros ficariam nervosos, ou não tem nada a perder ou já está escolado pela experiência.

Quem faz o Exame de Ordem pela 1ª vez, ou já fez 2 ou 3 vezes, é pouco para ficar 100% calmo, e virtualmente todos têm muito em jogo nessa hora; afinal, aprovar é preciso!!

Hoje, agora, neste momento, vocês certamente estão bem longe da sensação de ansiedade que assola os examinandos na véspera da prova! Ótimo! Trabalhar o simulado, compreender as falhas e solucioná-las já a partir de agora vai certamente contribuir para deixá-los mais seguros quando estivermos há uma ou duas semanas da data da prova.

——–

É bom relembrar! Todos os interessados poderão fazer o simulado de graça, sem cadastros e sem firulas!

Por fim, deixo mais uma dica.

Se você pretende suprir deficiências identificadas após o simulado, recomendo fortemente os cursos do Portal.

São dois cursos, neste momento, para quem está visando a 1ª fase do XV Exame de Ordem.

E estes cursos foram projetados para quem deseja estudar com CONSISTÊNCIA para a prova objetiva.

Estudar com consistência implica, entre outras coisas, ter acesso a um curso completo, que trate de todos o conteúdo abordado na 1ª fase como também estruturados para abordarem com a devida profundidade cada tema abordado, ofertando ao aluno o conhecimento necessário para ser aprovado.

Confiram os dois cursos:

Preparem-se de forma completa para a 1ª fase do XV Exame de Ordem!

Curso Preparatório Completo para o XV Exame de Ordem

Curso de Resolução de Questões

O Exame de Ordem acontece aqui, e a SUA preparação, TAMBÉM!

O gabarito será liberado ainda hoje!

- Categoria: Anulações de questões, Estatísticas

Como funciona o processo de anulação das questões na 1ª fase da OAB?

2

Como funciona o processo de anulação das questões na 1ª fase da OAB? 

Essa é a pergunta que alguns candidatos estão fazendo agora. Bom, exatamente como funciona ninguém sabe. Só temos partes de informações e algumas certezas sobre como não funciona.

E como não funciona?

Após TODAS as edições do Exame Unificado, que acompanho desde 2007, não foi difícil constatar que as razões jurídicas não funcionam. Independentemente dos membros que ocupam a coordenação do Exame de Ordem. Parece que há uma unidade de pensamento quanto a este tema dentro da OAB.

Em quase todas as edições passadas falhas terríveis em questões não eram combatidas pela OAB, frustrando o Examinandos.

E como funciona as anulações? Sabemos que a coordenação do Exame se reúne e delibera sobre um apanhado de razões jurídicas levantadas pela FGV, com a indicação dos argumentos jurídicos que sustentam tecnicamente as questões.

Na prática os recursos para cada questão são iguais, ao menos nas razões jurídicas das fundamentações. É feita uma compilação das razões e elas são apresentadas para a coordenação. Esta delibera então, em um único dia, sobre quais serão anuladas.

E como eles deliberam?

Uma vez conversei com um conselheiro de uma seccional sobre isso. Ele era presidente da comissão de Exame de Ordem na época do CESPE. Ou seja, faz muito tempo. O procedimento era o seguinte: o pessoal do CESPE apresentava as razões recursais e o número de recursos dos candidatos para cada questão, e um cálculo sobre o impacto no número de aprovados que cada questão anulada produziria.

E parece que é isso mesmo! O cálculo sobre o impacto no número de aprovados que cada questão anulada produziria.

Ele falou a verdade? Bom, não havia razão para não falar a verdade, mas não posso asseverar de que se tratava da mais pura e cristalina verdade. Considerando que as anulações não aguardam correlação com os efetivos problemas nas questões, a historinha que ele me contou faz todo o sentido.

Na prática, olhando empiricamente, a falta de convergência entre o que está errado e o que é efetivamente anulado, edição após edição, dá muita força a este argumento. A não anulação de certas questões beiram o absurdo.

Imaginem se de fato uma prova apresenta sete questões realmente viciadas e isso gerasse correlatas sete anulações? A maioria dos candidatos seria aprovada na 1ª fase.

Aqui vale lembrar o que aconteceu na 1ª fase do VIII Exame de Ordem, quando então tivemos, à época, o recorde de aprovação.

Falavam abertamente em até 8 anuláveis, mas a OAB pensou de forma muito diferente! Como na 1ª fase do VIII Exame, antes de qualquer eventual anulação, já havia se descortinado o recorde de aprovados (51.278) em uma 1ª fase, a banca achou por bem (sob a lógica que agora narro a vocês, ou seja, minha opinião) não anular nada.

Isso destruiu os sonhos de muitos recorrentes.

E na época, já de posse da lista de aprovados na 1ª fase ANTES dos recursos (pois é, os recordes não são escondidos), já se descortinava essa perspectiva - E agora? O que esperar das anulações e da 2ª fase da prova da OAB?

Nesta edição já temos 55.199 candidatos na 2ª fase, o que é um número considerável de candidatos.

Vamos tentar constatar, mais uma vez, se a OAB anula mesmo por critérios técnicos ou apenas para manter os números em dia.

De hoje não passa!

- Categoria: Resultados

Teremos anulações? FGV divulgará hoje a lista final de aprovados na 1ª fase!

4

Oremos, jovens, oremos!

Hoje é dia de orar bastante e esperar que as luzes da razão e da sabedoria incidam nas cabeças dos responsáveis pelas anulações das questões na 1ª fase do Exame de Ordem.

Isso porque seria trágico termos mais uma edição da prova sem NENHUMA anulação, como se os erros nas questões da 1ª  fase simplesmente não existissem.

E nós sabemos que eles estão lá, só esperando serem reconhecidos pela banca, pois pelo Direito eles são insofismáveis.

Muito bem! Hoje a FGV vai nos dizer finalmente se teremos ou não questões anuladas e publicará a lista definitiva de aprovados para a 2ª fase! Também saberemos quem assegurará para si o direito de ir para a repescagem no XV Exame de Ordem.

Inscreveram-se para a repescagem 17.185 candidatos reprovados na 2ª fase do Exame passado. Nesta edição, segundo o UOL, tivemos 110.820 inscritos, sendo que destes 38.014 foram aprovados na 1ª fase. Logo, temos um total de 55.199 examinandos certos na próxima 2ª fase aguardando apenas a divulgação da lista final de aprovados.

Vamos rever, mais uma vez, o histórico de anulações registrado pelo Blog desde o advento da era FGV:

IV Unificado – 3 questões

V Unificado – 1 questão

VI Unificado – 2 questões

VII Unificado – 4 questões

VIII Unificado – Nenhuma anulação

IX Unificado – 3 questões

X Unificado – Nenhuma anulação

XI Unificado – 1 questão

XII Unificado - Nenhuma anulação

XIII Unificado - Nenhuma anulação

XIV Unificado – ?????????

Pelos erros na prova eu estava esperando por até 3 anulações. É o que faria mais sentido em função das falhas. Vamos ver o que a banca nos apresentará.

Infelizmente existe a perspectiva tangível de que nenhuma seja anulada. Infelizmente o universo das anulações se assemelha ao fantástico mundo de Bob, onde o improvável pode acontecer.

Olhem a relação acima de anulações, em especial, dada a proximidade temporal, a partir do VII Exame. Vocês realmente acham que não tivemos vários recursos protocolados pelos candidatos nestas edições? Vocês acham mesmo, por exemplo, que no VIII, no X, XII ou XIII nada estava errado?

SEMPRE temos questões problemáticas e NUNCA, nunca mesmo, as anulações correspondem ao que os examinandos efetivamente tentam impugnar via recurso.

E essa lógica se manifesta edição após edição da prova.

Uma regra: o número de anuladas nunca corresponde ao volume de recursos apresentados e o errado pode ser visto como certo.

Justo, injusto, certo ou errado, quem manda é a Comissão do Exame de Ordem e, em especial, os membros da Banca Recursal, e o resultado final é sempre resultado da visão deste pequeno colegiado sobre os recursos.

Vejamos agora o quadro de probabilidades de aprovação em razão do número de questões anuladas:

Candidato com 39 pontos - Se a OAB anular uma questão, a probabilidade de que essa questão seja uma das que você errou é de 50%. Se anular duas75% e se anular três95% de chances.

Candidato com 38 pontos - Se a OAB anular duas questões, a probabilidade de que essas questões sejam duas das que você errou é de 25%. Se anular três50%, e se anular quatro75% de chances.

Candidatos com 37 pontos - Se a OAB anular três questões, a probabilidade de que essas questões sejam três das que você errou é de 7,5%. Se anular quatro25%, e se anular cinco50% de chances.

E o horário do resultado? Geralmente a lista é divulgada no final da tarde, por volta das 17 ou 18h. Tem sido assim nas últimas edições e não há razões para ser diferente agora. Evidentemente a FGV pode divulgar antes, mas não é algo tão provável assim. Teremos de esperar.

Preparem-se para um longo dia hoje. Fiquem ligados aqui no Blog e nas nossas redes sociais, pois estaremos antenados em qualquer novidade!

Portal Exame de Ordem

Maurício Gieseler

Grupo de Estudos para a OAB

@examedeordem

Quando a OAB divulgar alguma coisa, certamente será por um dos 3 links abaixo:

Página da FGV para o XIV Exame

Página da OAB

Página com notícias institucionais do Exame

Hoje saberemos a verdade!

- Categoria: Estatísticas

FGV publica lista de inscritos na repescagem do XIV Exame: 55199 candidatos já estão na 2ª fase

4

Eis que a FGv publica a relação com os nomes dos candidatos que se inscreveram na repescagem do XIV Exame de Ordem. Cliquem no link abaixo e confiram:

Edital – Inscrições Homologadas – Reaproveitamento da 1ª Fase

Inscreveram-se para a repescagem 17.185 candidatos reprovados na 2ª fase do XIII Exame.

Tivemos, nesta edição, 110.820 inscritos. Destes, 38.014 foram aprovados na 1ª fase, ou seja, 34,30%.

Logo, com a divulgação hoje da lista de inscritos na repescagem, temos um total de 55.199 examinandos certos na próxima 2ªfase.

E amanhã a FGV irá divulgar se a OAB resolveu anular alguma questão da 1ª fase, quando então teremos os números finais desta 1ª fase.

Será que a Ordem vai mesmo anular alguma coisa, apesar dos erros GRAVES em pelo menos 3 questões da 1ª fase? Cliquem no link abaixo e vejam a resposta:

Estatísticas da 1ª fase do XIV Exame de Ordem: 34,30% de aprovação

Amanhã então saberemos se a OAB vai ser mais técnica ou apenas pragmática na condução do seu Exame.